rs_slogan
rs_boletim2
rs_compartilhe

Notícia

Irmãos são condenados por matar taxista em Rio Grande

Em sessão realizada nesta quarta-feira, 8/8, o Tribunal do Júri da Comarca de Rio Grande considerou os irmãos Patric Branco Miranda e Heitor Miranda Agrisano culpados pela morte do taxista Fábio de Ávila Schowochow. O crime ocorreu em 5/6/16, em frente a uma boate da cidade, no Bairro Cidade Nova. A vítima foi morta a tiros quando confundida com outra pessoa, o verdadeiro alvo dos réus.

Os réus foram condenados pelos mesmos crimes: homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e sem chance de defesa) e corrupção de um adolescente de 17 anos - que, ao lado de Heitor, teria sido autor de disparos. Com a decisão dos jurados, o Juiz de Direito Fernando Carneiro da Rosa Aranalde fixou a mesma pena para a dupla: 20 anos e seis meses de reclusão, em regime fechado.

O cumprimento se dará na Penitenciária Estadual de Rio Grande (PERG), onde estão recolhidos desde junho/16.

O crime

A acusação do Ministério Público, aceita ontem pelos sete jurados, apontou que os irmãos e o menor foram ao local para acertar contas com um homem, também taxista e dono de carro igual ao da vítima, que estaria tendo um caso com a namorada de Patric. Então, Heitor e o adolescente foram em direção a um táxi e, pensando ser o alvo, acertaram os tiros em Fábio.

Processo 21600033417 (Comarca de Rio Grande)

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul
Produtos Online


Esqueci minha senha

b_teste_gratis
pixel