rs_slogan
rs_boletim2
rs_compartilhe

Notícia

Motorista vai a júri popular por morte em acidente

Julgamento será realizado no 3º Tribunal do Júri do Fórum Lafayette, na quarta-feira

Será julgado nesta quarta-feira, dia 13 de fevereiro, no 3º Tribunal do Júri de Belo Horizonte, o motorista M. D. L.. Ele é acusado de provocar o acidente que matou o jovem Fábio Pimentel Fraiha, em 15 de setembro de 2012.

O julgamento será presidido pela juíza Janete Gomes Moreira e começa às 8h45min. Além do réu, sete testemunhas, arroladas pela acusação e defesa, devem ser ouvidas no plenário.

O Ministério Público, que faz a acusação, será representado pelo promotor Valter Shigueo Moriyama. Atuam ainda como assistentes de acusação os advogados Obregon Gonçalves e Júlio César Fraiha, este último, pai da vítima. Já a defesa ficará a cargo dos advogados Francisco Vianna Furquim Werneck e Juliana Drumond Furquim Werneck.

Alta velocidade

De acordo com o Ministério Público, no dia 15 de setembro de 2012, por volta das 4h da madrugada, o motorista M. D. L. dirigia uma Land Rover, em alta velocidade, quando causou o acidente que matou Fábio, com 20 anos à época, no trevo do Belvedere, na Av. Senhora do Carmo. O motorista foi preso em flagrante e solto após pagar fiança e firmar compromisso de comparecer bimestralmente ao juízo. Na ocasião, ficou ainda estabelecida a suspensão da habilitação para dirigir.

Ao examinar a filmagem anexada ao processo, o juiz que proferiu a sentença de pronúncia, em abril de 2014, constatou que ela aponta a possibilidade de que o motorista estivesse participando de racha nas ruas da capital, em velocidade incompatível com o local onde tudo aconteceu.

Acesse a movimentação do processo 2962996-46.2012.8.13.0024.

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais
Produtos Online


Esqueci minha senha

b_teste_gratis
pixel