Homens flagrados com 153 pedras de crack têm preventivas decretadas pela Justiça de SC

O juízo da comarca de Itajaí converteu em preventivas as prisões em flagrante de três homens pelos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico e corrupção de menores. Os acusados, que estavam na companhia de mais um adolescente, foram flagrados com 153 pedras de crack, 10 porções de maconha e R$ 334 em notas fracionadas. Segundo o magistrado Gilberto Gomes de Oliveira Júnior, “pela análise dos antecedentes criminais, pode-se concluir, pelo menos nesta análise perfunctória, que os indiciados têm ‘personalidade voltada à prática de crimes’ e não têm condições, pelo menos por enquanto, de conviver em sociedade”.

De acordo com os autos, a polícia militar fez uma operação no último fim de semana para combater o tráfico de drogas no morro do Matadouro, em Itajaí. Além dos policiais de área e de batalhões especializados, a ação contou com o apoio do canil e do helicóptero da corporação. Após prender o olheiro, os policiais encontraram um homem em uma residência indicada com 22 pedras de crack. Na sequência, o cão da polícia achou um homem escondido sob a casa. Ele estava com 10 porções de maconha. E, por fim, o adolescente que tentava fugir com 131 pedras de crack e as notas fracionadas foi apreendido com o auxílio do apoio aéreo.

“Ou seja, pelo que se tem, existem indícios suficientes dando conta de que os indiciados cotitularizam tal prática como seu modo de vida, o que evidencia o risco de continuidade delitiva caso permaneçam soltos. Assim, a custódia cautelar mostra-se imprescindível para a manutenção da paz social, já bastante abalada pelo crescente número de crimes de jaez idêntico ao aqui perquirido”, anotou o magistrado em sua decisão (Autos n. 5000166-96.2023.8.24.0033/SC).

TJSC

Rolar para cima
×