Em Chapecó, sobrinho recebe pena por tentar assassinar tio com disparos de arma de fogo

Depois de 12 horas de julgamento conduzido pela 1ª Vara Criminal da comarca de Chapecó, um homem foi condenado a três anos e quatro meses de reclusão por tentativa de homicídio contra o próprio tio. A vítima, um advogado, atuava em diversas ações judiciais contra o sobrinho em virtude da divisão de terras antes pertencentes ao pai do réu e irmão da vítima, já falecido. O réu também recebeu a pena de um ano de detenção por posse ilegal de arma de fogo. Ele cumprirá a sentença no regime aberto.

Na ocasião, o Conselho de Sentença reconheceu que o acusado cometeu tentativa de homicídio contra o tio ao agir sob o domínio de violenta emoção, logo após injusta provocação da vítima, e também que cometeu o delito a partir da posse irregular de arma de fogo de uso permitido.

De acordo com a denúncia, eram por volta de 12h do dia 15 de agosto de 2019 quando a vítima foi até um posto de lavagem pertencente ao denunciado, no bairro Bela Vista, em Chapecó. O objetivo era verificar se o acusado havia deixado o lugar em cumprimento a uma reintegração de posse ajuizada pelo ofendido. Depois de uma breve conversa, o advogado foi à casa da irmã do réu. Lá, os dois se encontraram novamente. O tio foi atingido por disparos no abdômen, tórax e antebraço direito. A vítima conseguiu ir ao hospital com seu próprio carro, a tempo de ser socorrida e se recuperar (Autos n. 0009841-58.2019.8.24.0018).

https://www.tjsc.jus.br/web/imprensa/-/em-chapeco-sobrinho-recebe-pena-por-tentar-assassinar-tio-com-disparos-de-arma-de-fogo?redirect=%2Fweb%2Fimprensa%2Fnoticias%2F

TJSC

Rolar para cima
×