Justiça aceita denúncia contra homem acusado de matar namorada em ritual satânico

A Juíza Titular da 4ª Vara do Júri da Comarca de Porto Alegre, Cristiane Busatto Zardo, aceitou a denúncia do Ministério Público contra André Avila Fonseca acusado de matar a namorada em ritual satânico, no Bairro Agronomia, em Porto Alegre. O crime aconteceu na noite do dia 25 de março deste ano, quando a paraense, Laila Vitória Rocha de Oliveira, de 21 anos, foi morta. A decisão é do dia 22/5.

Segundo o MP, moradores das imediações acionaram a polícia após ouvirem tiros. O motivo da prática do crime teria sido a inconformidade do réu com o fim do relacionamento. Na denúncia consta que, após assassinar Laila, o réu teria colocado o corpo dela em uma lareira da residência, onde teria sido carbonizado parcialmente. Nas redes sociais, André utilizava o nome fictício de “Victor Samedi” para difundir sua seita religiosa em trabalhos de magia e satanismo. A vítima – que era natural de Parauapebas/PA – havia se mudado para a capital gaúcha há cerca de dois meses, após conhecer o réu através da internet.

Denúncia

O acusado, citado nessa segunda-feira, 30/5, passa a responder criminalmente pelos crimes de homicídio, qualificado pelo feminicídio, meio cruel e pelo recurso que dificultou a defesa da vítima; destruição parcial do cadáver e posse de munição de arma de fogo de uso permitido. O processo tramita em segredo de justiça.

TJRS

Rolar para cima
×