Condenados réus acusados de matar casal em Porto Alegre

Em júri iniciado na quarta-feira (20/03) e encerrado na madrugada desta quinta-feira (21/3), no Foro Central I de Porto Alegre, o Conselho de Sentença condenou três homens acusados de matar Wesley Sampaio Soares e a namorada dele, Sara Moreira de Oliveira, em 2019. O casal voltava de uma festa com outros dois amigos, quando, por volta das 5h30min, nas proximidades do Estádio Olímpico, no bairro Azenha, o veículo em que estavam foi perseguido e alvejado por diversos disparos de arma de fogo.
Wesley e Sara foram atingidos e não resistiram aos ferimentos. Os amigos deles não se feriram e conseguiram fugir do local. De acordo com a acusação, o alvo dos atiradores seria o motorista do carro, sob a suspeita de envolvimento na morte de um dos líderes do tráfico de drogas da região do bairro Restinga, na Zona Sul de Porto Alegre.
Sentença
O Conselho de Sentença foi formado por seis jurados e uma jurada. Após quase 17 horas de julgamento, o Juiz de Direito do 1º Juizado da 1ª Vara do Júri de Porto Alegre, Marcelo Lesche Tonet, fez a leitura da sentença.
Durante o dia, foram ouvidas as vítimas de tentativa de homicídio e de roubo, além das testemunhas de acusação e de defesa e realizado o interrogatório dos réus. O motorista e uma das vítimas da tentativa de homicídio não compareceram. Também houve os debates orais entre acusação e defesa que tiveram 9 horas de duração.
Pena
Thiago Caetano Silva: 83 anos, 9 meses e 12 dias de prisão em regime fechado (homicídio consumado, homicídio tentado, roubo, receptação, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido)
Deivisson Murillo de Melo: 52 anos, 11 meses e 5 dias de prisão em regime fechado(homicídio consumado, homicídio tentado, posse/porte ilegal de arma de fogo de uso restrito)
Marcos Vinícius Rogoski da Costa: 55 anos, 11 meses e 25 dias de prisão em regime fechado (homicídio consumado, homicídio tentado, posse/porte ilegal de arma de fogo de uso restrito)
Os três, que foram presos em flagrante logo após o crime, permanecerão recolhidos.
Cabe recurso da decisão.
Processo nº 5080919-62.2019.8.21.0001.
https://www.tjrs.jus.br/novo/noticia/condenados-reus-acusados-de-matar-casal-em-porto-alegre/
TJRS

Deixe um comentário

Rolar para cima
×