Homem investigado por fraude com criptomoedas é preso em Curitiba

A Polícia Federal cumpriu na manhã desta quinta-feira (03/11), ordem de prisão preventiva em desfavor do investigado na Operação Poyais por descumprimento da medida cautelar a qual estava submetido desde o início de outubro.

De acordo com a decisão do juiz federal da 23ª Vara de Federal de Curitiba, documentos juntados pela PF revelaram que o investigado descumpriu as medidas cautelares fixadas “ao desenvolver novas empresas com atividades diversas, dentre elas aquelas relacionadas a captação de clientes para negociações com criptoativos, demonstrando descaso com a administração da Justiça, pois está ciente de que a violação das determinações condicionantes da sua liberdade poderiam acarretar em ordem de prisão”.

Além do descumprimento das medidas cautelares, as quais eram suficientes para a expedição do decreto de prisão, a constatação dos encontros frequentes do investigado com empregado responsável pelo designer gráfico das plataformas virtuais demonstrou que a organização criminosa continuava ativa e promovendo atos criminosos.

De acordo com a PF, as investigações da Operação Poyais continuam, não apenas para cessação das atividades criminosas, mas também para a elucidação da participação de todos os investigados nos crimes sob apuração, bem como o rastreamento patrimonial para viabilizar, ainda que parcialmente, a reparação dos danos gerados às vítimas.

TRF4 | JFPR

Deixe um comentário

Rolar para cima
×