Homem que matou e roubou advogado gaúcho é condenado a 18 anos de prisão em SC

O Conselho de Sentença da Vara do Tribunal do Júri da comarca da Capital condenou nesta terça-feira (2) um homem a 18 anos de prisão, em regime fechado, além de multa de meio salário mínimo, pelos crimes de homicídio duplamente qualificado e de roubo qualificado. O sentenciado confessou ter participado da morte de um advogado gaúcho no dia 2 de março de 2022, na região do norte da Ilha, em Florianópolis. Outros dois acusados foram absolvidos na mesma sessão. Na próxima terça-feira (9), uma mulher e mais dois homens serão julgados pelos mesmos crimes.
A sessão do Tribunal do Júri durou mais de 14 horas. Com a participação de familiares dos réus e da vítima, apenas uma testemunha foi ouvida presencialmente. Os três réus também prestaram seus depoimentos. Cada um dos acusados teve um defensor específico, além dos assessores. Por conta disso, o júri teve início às 9h e terminou às 23h30. O magistrado que presidiu a sessão negou ao condenado o direito de recorrer em liberdade. Ele já aguardava o julgamento em unidade do sistema prisional.
Segundo a denúncia do Ministério Público, cinco homens e uma mulher associaram-se para matar o advogado em uma residência no bairro Rio Vermelho. A investigação apontou que o crime foi cometido em vingança por suposta violência doméstica sofrida pela mulher acusada de ser a mandante do homicídio. O casal veio do Rio Grande do Sul para passar o carnaval em Florianópolis, e alguns dos supostos agressores foram clientes da vítima em ações penais (Autos n. 5063004-42.2022.8.24.0023).
https://www.tjsc.jus.br/web/imprensa/-/homem-que-matou-e-roubou-advogado-gaucho-e-condenado-a-18-anos-de-prisao-em-sc?redirect=%2Fweb%2Fimprensa%2Fnoticias%2F
TJSC

Deixe um comentário

Rolar para cima
×