Júri em Caçador condena réu que tentou matar companheira na presença dos três filhos

Em sessão do Tribunal do Júri na comarca de Caçador, no Meio-Oeste, um homem foi condenado pelo Conselho de Sentença à pena de 10 anos e oito meses de reclusão, em regime fechado, por tentativa de homicídio qualificada por feminicídio. O rapaz, hoje com 25 anos, praticou o delito por ciúmes e por desconfiar de traição por parte da companheira.

Consta na denúncia que em março de 2019, por volta da 1h, na residência onde vivia o casal, o acusado desferiu diversos golpes com uma ripa contra a mulher. As batidas atingiram-lhe a cabeça, peito e coxa. Além de agredi-la com o pedaço de madeira, o réu deu uma facada nas costas da companheira. O crime foi praticado na presença de três filhos menores da vítima.

Em votação, os jurados, por maioria, rejeitaram a qualificadora do motivo fútil. A sessão foi presidida pelo juiz cooperador André Luiz Romanelli Tibúrcio Alves e integra a pauta do mutirão do júri do Poder Judiciário catarinense para julgar processos represados por conta da pandemia.

TJSC

 

 

Deixe um comentário

Rolar para cima
×