TJ nega habeas corpus a homem que jogou ácido no cão Pastel, no Oeste

Um pedido de habeas corpus em caráter liminar, feito pelo advogado de defesa do homem que jogou ácido em um cão de rua no município de Itá, no Oeste, foi negado pelo desembargador Antônio Zoldan da Veiga. Desta forma, ficou mantida a decisão de primeiro grau proferida pelo juiz da Vara Única da comarca de Itá, Rodrigo Clímaco José. O acusado foi levado para o complexo prisional de Concórdia, onde aguardará julgamento. O animal teve alta da clínica veterinária onde passou por cirurgia, e está sob os cuidados de um morador que se voluntariou para trocar os curativos e administrar remédios.

Deixe um comentário

Rolar para cima
×